segunda-feira, 27 de setembro de 2010

Remoques... pretensamente poéticos: sobre uns sinos

com a infância pendurada
no tronco de um carvalho
a fazer o pino
puxo o toque da memória
pelo arame das badaladas
chamando três vezes à missa

vultos negros sussurram
pancadas no peito
da desgraça e do medo

recolho à sacristia
e recebo a paga
em hóstias consagrada
da boa acção do dia

macviana
27.09.10

1 comentário:

  1. Nel (Deixa-me chamar-te assim).
    Que bom mergulharmos nesse passado, por vezes severo, que acompanhou a nossa infância e a construção da nossa identidade e, apesar de tudo, nos proporcionou momentos de alegria que hoje, nostalgicamente, recordamos. Deixa-me referir-te um pequeno apontamento que fiz num “esboço” de blogue que por aqui vou “pintando” em 7 Dezembro de 2009 - Natal em 1959 (?) (cassrera52.blogspot.com).
    Parabéns pelo teu Blogue. De ti, como sempre, só surgem coisas boas!
    Um abraço.CPereira

    ResponderEliminar