sexta-feira, 12 de novembro de 2010

Hoje, proponho este poema: "O Menino do Contra", de Luísa Ducla Soares

O Menino do Contra

O menino do contra
queria tudo ao contrário:
deitava os fatos na cama
e dormia no armário.

Das cascas dos ovos
fazia uma omelete;
para tomar banho
usava a retrete.

Andava, corria
de pernas para o ar;
se estava contente,
punha-se a chorar.

Molhava-se ao sol,
secava na chuva,
e em cada pé
usava uma luva.

Escrevia no lápis
com o papel,
achava salgado
o sabor a mel.

No dia dos anos
teve dois presentes:
um pente com velas
e um bolo com dentes.

Luísa Ducla Soares, Poemas da Mentira e da Verdade

3 comentários:

  1. sempre adorei este poema pois a minha mae contava-me quando eu era mas eu acabei por me esquecer dele com o passar do tempo.
    vi o poema num livro e recordei-me dele.
    VOLTEI A GOSTAR MUITO!!!!!!!!
    UM GRANDE FÃ

    ResponderEliminar
  2. Este poema vinha no meu livro de português na primaria e nunca mais o esqueci:)!1986

    ResponderEliminar
  3. É fantástico eu e os meus colegas procuramos em diversas bibliotecas porque os nossos filhos sempre quiseram ouvir um poema que não fosse aborrecido e disse-lhes que ia procurar na Internet e agora que encontro...
    OBRIGADA!!!!!! :)

    ResponderEliminar