sexta-feira, 19 de novembro de 2010

Canção que me fica no ouvido: "Voar", TMUC - Tuna de Medicina da Universidade de Coimbra

No passado sábado, no decurso do "XVII Canto da Sereia - Festival de Tunas Femininas" (aqui anunciado), organizado pelas Mondeguinas, tive oportunidade de assistir a atuações fantásticas das várias tunas a concurso; no entanto, ficou-me no ouvido esta balada/canção da TMUC, tuna convidada.


"Voar"

Passei toda a noite acordado e sonhei que te tinha a meu lado e cantei para acalmar o coração. 
E os céus, toda a noite a escutar cantos meus, pareciam dançar no adeus que lancei à solidão. 

Sei que fingia que a minha agonia se escoava no meu cantar. 
Não me envergonho de viver neste sonho, porque nele eu posso voar. 

Surgia a alvorada e minh'alma sentia que podia erguer-se com o dia, num perfeito amanhecer. 
Mas não, não voltaste e o meu coração desolado partiu-se no chão para nunca mais sofrer.

Voz, letra e música: Adémia

3 comentários:

  1. "Não me envergonho de viver neste sonho, porque nele eu posso voar"
    Liiiindo!!
    Bj
    Zi

    ResponderEliminar
  2. É tão linda... que da vontade de chorar.

    ResponderEliminar
  3. Adoro, simplesmente espetacular! A TMUC é a melhor tuna masculina do país, e está dito. Lindo, música fantástica.

    ResponderEliminar