quinta-feira, 6 de junho de 2013

Greve às reuniões de avaliação?!...

Duvido muito que a falta às reuniões de avaliação seja a forma de luta mais pertinente e lúcida!...
Uma greve às reuniões penaliza, sobretudo, os próprios professores... que terão de as realizar, mais tarde ou mais cedo, num qualquer outro dia, e a desoras, por certo.
Uma greve às reuniões não é mais do que o adiamento dessas mesmas reuniões...
Ora, como até à data ninguém foi capaz de me explicar a dimensão de luta e alcance reivindicativo que o adiamento de uma reunião possa ter…


2 comentários:

  1. Se não sabe qual é a dimensão da luta, é porque não quer saber... certamente nem sabe o porque dos direitos que tem... ou será que abdicou de todos os direitos conquistados?
    Certamente pensa que vai-lhe passar tudo ao lado, mas olhe que não... pois é, é mais fácil montar-se no burro que foi alimentado pelos outros...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Meu caro, pois posso garantir-lhe que (usando a sua metáfora, obviamente) já dei palha a muito burro que nunca cheguei a montar… E já fiz muito trabalho de formiga para que outros cantassem como cigarras!... Ora, é precisamente isto que me entristece nesta forma de luta: o constatar que a manada da qual faço parte (usando ainda a sua metáfora) se tem revelado completamente acrítica, incapaz de um rasgo que afirme a sua identidade e personalidade coletivas. Tem-se remetido exclusivamente a dar coices... a mando de um garanhão!...
      Repito (prezando-me de ter opinião própria): a greve às reuniões tem servido apenas para alimentar certos egos, virando professores contra professores.
      Como saberá, já há pelas escolas muitos que não conseguem disfarçar os olhares de esguelha, mesmo que usando antolhos (continuando a usar a sua metáfora).
      Cmpts

      Eliminar